fbpx

12 Dicas para Emagrecer rápido e com Saúde

1-Consuma alimentos que queimam a gordura, desincham, aumentam a saciedade e aceleram o metabolismo
2-Faça apenas as refeições principais Invista em um prato equilibrado e variado
3-Cuidado com as dietas da moda
4-Beba chás que resiste a emagrecer
5-Preste atenção nos sinais que seu corpo dá
6-Evite dietas restritivas
7-derivação o consumo de sal e açúcar
8- Pratique Yoga  para queimar a gordura e tonificar os músculos
9-Reduza o consumo de gordura saturada
10-Descubra o seu peso ideal
11-Fique de olho na caloria dos alimentos
12-Beba no mínimo dois litros de água por dia
 
 
🍓 🥝 Manter  uma Boa ALIMENTAÇÃO e Hábitos SAUDÁVEIS
Veja aqui todas as nossas dicas para emagrecer de forma saudável:  👉  @Rosied Oliveira

Perder peso não depende apenas de boa alimentação e  prática de exercícios físicos . É que algumas pessoas, apesar de fazer tudo isso, têm mais dificuldade de emagrecer do que outras. Porque? Culpa do metabolismo. A verdade é que cada corpo usa como calorias de forma diferente: uns precisam de muita energia para funcionar, outros de pouca.  

O metabolismo nada mais é do que um conjunto de reações fisiológicas responsáveis ​​por manter as funções básicas, como respiração, circulação, etc. Na prática, é a quantidade de calorias de que o corpo precisa para funcionar bem. Quando dizemos que uma pessoa tem “metabolismo lento”, significa que seu corpo gasta menos calorias que o de alguém com um metabolismo normal ou acelerado.                                                 

“O metabolismo em condições normais nos ajuda a perder peso porque aumentamos nosso potencial de queima calórica. Se ainda for associado com a prática de exercício, é uma condição perfeita para emagrecer: o corpo queimando calorias com mais facilidade e o exercício queimando mais calorias extras” , explica a nutricionista Flávia Ramos, da Clínica de Dermatologia e Estética Beauty Laser. Mas como descobrir se o seu metabolismo é lento ou normal? 

Para isso, existem exames como a calorimetria, que podem ser feitos por especialistas nutricionistas, professores de educação física e endocrinologistas. Ele avalia a quantidade de calorias que seu organismo gasta, a quantidade ideal de calorias para atingir o peso ideal e quanto o corpo gasta em uma atividade física aeróbica, ou seja, determinação o metabolismo em diferentes situações.

 O procedimento é bem simples: o paciente respira durante 10 a 15 minutos através de um tubo e um aparelho irá comparar a entrada e saída de oxigênio. Em cerca de 20 minutos, o médico saberá certas calorias foram gastas.  

A boa notícia é que nós vamos dar super dicas de uma alimentação que pode ajudar a acelerar seu metabolismo e, consequentemente, favorecer a sua perda de peso. Em primeiro lugar, é necessário comer em intervalos de 3 em 3 horas. Mas, claro, opte por produtos com bilharias, ricos em fibras e com pouca gordura.  

Existem ainda alimentos termogênicos que podem contribuir ainda mais: chá verde, chá branco, gengibre, pimenta-vermelha, vinagre de maçã, cafeína, guaraná em pó, produtos derivados do cacau e alimentos fontes de ômega-3 (bacalhau, salmão, arenque, sardinha, anchova).

 Portanto, tente incluir alguns alimentos no seu dia-a-dia. Alguns deles, como gengibre e pimenta vermelha chegam a aumentar o metabolismo em 20%. Mas não é por isso que você deve deixar de praticar exercícios e se alimentar de maneira equilibrada. Uma coisa não exclui a outra, ok?  

Quanto ao consumo de termogênicos, um especialista faz apenas uma restrição: “Pessoas hipertensas ou com problemas cardíacos precisam ter cuidado com o consumo excessivo de termogênicos, e quem possui problemas gastrintestinais também deve evitar o uso de condimentos fortes, como a pimenta e o gengibre” .  

Outra é beber bastante água (de 6 a 10 copos por dia), que é super importante para acelerar o metabolismo já que o corpo precisa de energia para elevar a temperatura do nosso líquido de 5 para 37ºC, que é a temperatura ideal do corpo

É importante dizer que, só esses alimentos não fazem milagre, são um conjunto de coisas e alimentos que vão te fazer chegar onde você quer, por isso, não exclua alimentos do seu cardápio.  

Arroz integral: O arroz comum está sempre no nosso dia a dia, mas que tal substituí-lo pelo integral?

 No arroz integral, as fibras, minerais e as vitaminas são preservadas, já que aquela película que reveste o arroz é empunhada. As calorias dos dois tipos são iguais.

Feijão: Ele é rico em proteínas e não possui gordura saturada. Não precisamos nos preocupar com o mau colesterol! Quem acredita que o feijão engorda está enganado.

O que faz com que este alimento se torne bastante calórico é a sua forma de preparação. E a soja? Muitos benefícios esse grão faz para a nossa saúde. 

Granola: Os cereais integrais mantêm o sistema de açúcar no sangue equilibrado e previne o diabetes. Ainda tem a função de regularizar o intestino, prevenir doenças cardíacas e alguns tipos de cânceres .

Água: Nada melhor do que água, não é? Ela espanta a fome e hidrata o corpo. E o melhor de tudo: não tem nenhuma caloria! A água hidrata o organismo, faz bem para a pele e para os cabelos, repõe as energias e … afina a silhueta!

Sim, esse líquido sem coloração, sabor ou cheiro ajuda a emagrecer! A ótima notícia é o resultado de uma pesquisa científica realizada por estudiosos da Universidade Virginia Tech (Estados Unidos). 

Leite desnatado:  Esse é o melhor! Tem uma quantidade bem menor de gorduras e calorias, se para comparar ao leite integral. Tem grande fonte de cálcio e ajuda a prevenir a osteoporose. Tomar um copo de leite desnatado no café da manhã, em lugar do café tradicional ou de um copo de suco de frutas, pode ajudar as pessoas a se sentirem mais satisfeitas até o almoço.

 Um estudo realizado na Austrália com 34 adultos com sobrepeso revelou que a inclusão de leite desnatado ao desjejum pode fazer com que os participantes fiquem mais saciados, fazendo com que comam menos calorias na hora do almoço.

As razões para esses resultados não estão totalmente claras. Mas os pesquisadores destacam que uma possibilidade é que proteínas do leite são mais eficazes em satisfazer o apetite das pessoas do que o açúcar dos sucos.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *